Início » Tipos de Corte » Cauterização capilar: O que é? Recomendações e Contraindicações

Cauterização capilar: O que é? Recomendações e Contraindicações

A cauterização capilar é um procedimento que vem ganhando bastante popularidade entre homens e mulheres que desejam recuperar cabelos danificados por fatores externos. Ela envolve a aplicação de queratina na fibra capilar, a fim de restaurar as reservas naturais dessa proteína no cabelo. 

Se você deseja cabelos mais brilhantes, alinhados e macios, precisa conhecer mais a respeito da cauterização capilar. Confira tudo a respeito dela a seguir! 

O que é a cauterização capilar?

A cauterização capilar nada mais é do que um tratamento que visa a recuperação e o tratamento de cabelos danificados por fatores externos, como danos químicos. Ela consiste basicamente na reposição da queratina, proteína presente na pele, nas unhas e nos cabelos.

Mulher fazendo a aplicação de cauterização capilar

É justamente a queratina que dá aos fios maior força, elasticidade e resistência. Ao se utilizar muita chapinha, secador ou grandes quantidades de composições químicas, a queratina do cabelo, produzida naturalmente pelo corpo, acaba se esgotando.

Exemplos de tratamentos químicos, que podem esgotar as reservas de queratina do cabelo, são escovas progressivas e aplicações de tintura no cabelo. Desse modo, muitas mulheres procuram o procedimento de como retirar tintura do cabelo, visando amenizar os danos ali causados.

Portanto, o tratamento da cauterização capilar tem como objetivo restaurar as reservas de queratina do cabelo, recuperando a estrutura original da fibra capilar e dando a ele maior elasticidade, maciez e brilho.

Entretanto, a cauterização capilar não é uma intervenção definitiva. Ou seja, mesmo após ela, é preciso manter uma rotina de hidratação, seja no salão, seja em casa, e inibir possíveis fatores externos que danifiquem os fios.

Indicações da cauterização capilar

antes e depois da cauterização capilar

A cauterização capilar é recomendada para todos aqueles que possuem fios danificados, de cabelos crespos a lisos, independente da origem do dano: seja ele por excesso de químicos, seja por abusar da chapinha.

Porém, apenas um profissional pode determinar se o tratamento da cauterização capilar é recomendado para a sua situação ou não. Por isso, é imprescindível buscar o tratamento com alguém já experiente na realização dele.

Que profissional pode realizar a cauterização capilar?

O procedimento da cauterização capilar é considerado complexo, exigindo um cabeleireiro profissional e já experiente. Isso porque ele envolve a utilização de produtos químicos.

Caso estes não sejam aplicados corretamente, o procedimento pode danificar ainda mais seus cabelos, tornando-os quebradiços e rígidos.

Por isso, se deseja um resultado satisfatório com a cauterização capilar, convém investir um pouco mais em um profissional qualificado e experiente.

Como a cauterização capilar é realizada?

explicação cauterização capilar

Cada profissional pode ter a sua própria maneira de realizar cada uma das etapas da cauterização capilar.

Resumidamente, porém, ela consiste na aplicação de um produto que abre a cutícula dos fios, permitindo a aplicação da queratina. Geralmente, o produto aplicado é algum shampoo com efeito profundo. Após isso, seca-se as mechas com um secador e utiliza-se uma chapinha para “selar” as cutículas abertas, fazendo com que a queratina penetre na fibra capilar e permaneça dentro dela. Do contrário, a proteína injetada seria perdida logo na primeira lavagem.

Convém reforçar que, após a cauterização, é imprescindível permanecer hidratando o cabelo. Geralmente, logo após o procedimento, o próprio cabeleireiro realiza uma primeira hidratação.

Além disso, recomenda-se que a cauterização capilar seja feita de tempos em tempos. Alguns especialistas recomendam que ela seja feita uma vez a cada 30 ou 45 dias. Tudo irá depender da saúde de seus fios e das suas necessidades.

Contraindicações

mulher fazendo cauterização capilar

Não se recomenda a realização da cauterização capilar caso você tenha feito outro procedimento químico no cabelo, como alisamento ou aplicação de tintura, em um curto período de tempo, afinal o excesso de química pode causar ainda mais danos à raiz capilar.

Caso você esteja com alguma doença ou ferida na cabeça, é preciso adiar a realização da cauterização até que o problema seja solucionado. A química aplicada sobre a ferida ou doença pode desencadear outros problemas.

Já em relação às grávidas, a realização ou não da cauterização capilar irá depender dos produtos utilizados pelo cabeleireiro, que devem seguir ser licenciados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Converse com seu médico e com o seu cabeleireiro para avaliar sua situação.

Isso acontece porque toda a polêmica em relação à cauterização durante a gestação está relacionada a produtos que possam conter formol, substância que pode vir a causar má formação ao feto. Por isso a importância de se escolher um bom profissional e conversar com ele sobre seu atual estado.

Com isso em mente, você pode decidir ou não pela cauterização capilar. Você já conhecia o procedimento? Já o fez? Comente conosco!

Comente